Polícia apreendeu 282 quilos de maconha no Vale do Taquari em maio que vieram do Paraguai (Foto: Divulgação/Polícia Civil)
Polícia apreendeu 282 quilos de maconha no
Vale do Taquari em maio que vieram do Paraguai
(Foto: Divulgação/Polícia Civil)

A Polícia Civil desarticulou na manhã desta sexta-feira (12) uma quadrilha de tráfico de drogas que atuava no Bairro Mathias Velho, em Canoas, na Região Metropolitana de Porto Alegre.

Conforme o delegado Thiago Benemamm, o grupo era liderado por um paraguaio que mora em Foz do Iguaçu e que fornece droga para o Chile e todo Brasil.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

O homem foi preso por volta das 8h tentando atravessar a fronteira para o Paraguai.

Foram cumpridos mandados de busca e apreensão em Porto Alegre e Linha Nova, no Rio Grande do Sul, e em Foz do Iguaçu, no Paraná.

Outras três pessoas foram presas na Região Metropolitana de Porto Alegre, entre elas o chefe da quadrilha no estado. Dois envolvidos no esquema já estavam presos.

Segundo o delegado, cerca de 10 veículos que eram usados para lavar o dinheiro obtido com o lucro na venda da droga foram apreendidos no estado gaúcho.

A investigação se iniciou em fevereiro deste ano. Segundo a polícia, o grupo movimentava cerca de seis toneladas de droga por ano no Rio Grande do Sul.

A maconha abastecia toda a Região Metropolitana. “Este paraguaio era um dos maiores traficantes de maconha da América do Sul”, afirmou ao G1 o delegado Thiago Benemamm.

Cúpula da Polícia Civil no estado concedeu entrevista coletiva para explicar operação (Foto: Divulgação/Polícia Civil)
Cúpula da Polícia Civil no estado concedeu
entrevista coletiva para explicar operação
(Foto: Divulgação/Polícia Civil)

A operação revelou que a quadrilha fazia contato com o paraguaio, responsável pelo envio da droga ao Brasil. O entorpecente vinha de caminhão por rodovias federais, segundo o delegado.

No final de maio, a Polícia Civil conseguiu apreender quase 300 quilos de maconha na BR-386, na Região do Vale do Taquari, no Rio Grande do Sul. A droga foi comprada pela quadrilha de Canoas junto ao paraguaio.

Preso na manhã desta sexta-feira, ele já tinha condenação por tráfico de drogas no Chile, segundo a polícia gaúcha.

Fonte: G1