Policiais civis evitaram duas fugas de presos em apenas cinco dias na cadeia de Guaíra.

No sábado (19), durante vistoria que é realizada diariamente, os agentes se surpreenderam ao encontrar várias grades de ferro serradas, sendo que os presos apenas aguardavam o melhor momento para escapar.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

No início da semana passada dois presos quase escaparam também. Eles já haviam alcançado o pátio da delegacia, mas acabaram recapturados.

No último mês de dezembro, 13 presos conseguiram alcançar a liberdade da cadeia de Guaíra.

Conforme informações da Polícia Civil, os presos têm tentado escapar através de um novo sistema de circulação que foi criado na estrutura da delegacia para melhorar a oxigenação dentro da cadeia, mas que fragilizou a segurança, o que tem exigido ainda mais atenção dos policiais.

Ontem (21), a delegacia de Guaíra contava com 186 presos, sendo que o local foi construído para uma capacidade máxima de 64.

Em breve, o município irá conta com uma nova cadeia, denominada de Centro de Detenção provisória.
A estrutura, com capacidade para 500 presos, será construída em uma área rural próxima à Vila Alta.

A área foi doada pela prefeitura, sendo que a construção ficará sob responsabilidade do governo federal.
Já o Governo do Paraná será responsável pela manutenção da estrutura.
Com a construção do centro de detenção, haverá a separação do setor administrativo da Polícia Civil, que ganhará uma nova sede no centro de Guaíra.

O terreno também já foi doado pela prefeitura e o governo estadual deverá iniciar a construção em breve.

Fonte: O Presente