Ontem de madrugada, a PM de Guaíra recebeu uma denúncia de que dois paraguaios estariam se deslocando do Bairro Cruzeirinho, com uma moto de cor azul, em direção ao centro da cidade, armados de faca e revólver com intuito de praticar um homicídio.

A vítima também seria um homem de nacionalidade paraguaia, cujo nome não foi informado, mas que teria ameaçado a dupla com um facão em uma festa no domingo no Bairro Cruzeirinho.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Durante patrulhamento pela Rua Ministro Gabriel Passos, os PM’s abordaram uma moto com dois ocupantes que possuíam as características dos suspeitos.

Após abordagem os policiais constataram tratar-se de dois paraguaios, o condutor Edgar Jara Cacerez que tinha como caroneiro seu tio, Lino Andres Jara Cacerez.

Ao realizar buscas pessoais, a equipe localizou na cintura de Lino um revólver calibre 38, com seis cartuchos intactos e mais uma munição não deflagrada que estava no bolso.

Com Edgar, a PM encontrou na cintura do rapaz uma faca de mesa com o corte refeito.

Como a dupla não soube informar quais seriam suas intenções por estarem armados, os dois receberam voz de prisão e foram encaminhados juntamente com as armas a motocicleta até a Delegacia de Polícia Civil.

Segundo informações repassadas pelos policiais, na noite de segunda-feira (21), a dupla abordou uma equipe que realizava patrulhamento pela cidade para informar que tinha sido ameaçada por um cidadão durante uma festa no domingo, no Bairro Cruzeirinho.

Na oportunidade eles queriam que os policiais os acompanhasse até o autor das ameaças para que eles pudessem tirar satisfações, sendo que a dupla foi orientada a retornar para casa e na sequência registrar uma queixa contra o suposto desafeto.