Mano Menezes pede saída de diretor de futebol corintiano

A eliminação na primeira fase do Paulistão não é o único motivo para a crise no Parque São Jorge. Ontem (16), depois do empate com o Penapolense, Mano Menezes deixou claro que não deseja mais trabalhar com o diretor de futebol Ronaldo Ximenes.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Tudo porque Ximenes voltou a se ausentar de um jogo do Corinthians em momento decisivo. Segundo um jogador alvinegro, o diretor vem tomando medicamentos que o fazem ter dificuldade para despertar. Em Penápolis, apesar das inúmeras tentativas, ninguém conseguiu acordá-lo para ir ao estádio. Consequência: o clube não teve seu homem do futebol.

No sábado, Ximenes já havia sido vítima do sono profundo durante o voo que levou o elenco ao interior do estado. Os seguranças precisaram carregá-lo para fora da aeronave.

RIVAIS SE DIVIRTEM:

CartazSaoPaulinos

A polêmica saiu dos gramados, ganhou as arquibancadas e foi amplificada pelas redes sociais.

No Morumbi, são-paulinos festejavam o gol do Ituano. Faixas com a palavra “entrega” foram vistas no estádio. Ao fim do jogo, tricolores riam e se abraçavam como se o time houvesse acabado de conquistar um título.

O ex-goleiro corintiano Ronaldo foi ao Twitter se queixar. Disse que o rival entregou o jogo por medo de enfrentar o Timão no mata-mata.

– As meninas entregaram, sim!

O fato é que o Corinthians está fora, o São Paulo segue na disputa, e o “clássico” da 14ª rodada será lembrado por muito tempo.