Após roubar um Hyundai HB20, um assaltante morreu, na noite de quarta-feira (31), durante perseguição policial, em Marialva. O comparsa dele também foi baleado. A dupla fugiu por vários quilômetros até bater o veículo contra um muro de uma residência na Rua Secondo Grandi – Jardim Planalto, em Marialva.

Segundo a Polícia Militar, o assaltante que sobreviveu foi socorrido e encaminhado ao Hospital Metropolitano de Sarandi. João Marcos dos Santos, de 25 anos, está com um mandado de prisão em aberto, por roubo expedido pela 3ª Vara Criminal de Maringá.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

De acordo com a equipe médica do Samu, se sobreviver, João corre o risco de ficar paraplégico.  Seu comparsa, não resistiu aos graves ferimentos e morreu no local. Ele não portava documentos.

Ainda segundo a Polícia Militar, os suspeitos utilizaram um aplicativo de carona, e embarcaram em um Hyundai HB20 em Maringá, com destino a Apucarana. Quando chegaram em Mandaguari, os marginais anunciaram o assalto, e obrigaram o motorista e um outro rapaz que também estava de carona descer do carro.

Na sequência eles fugiram sentido Marialva.  As vítimas acionaram a PM, e após ser montado um cerco na região, a dupla de assaltantes foi localizada pela equipe da Rotam de Mandaguari, chegando em Marialva.  Foi iniciado um acompanhamento tático, e durante a perseguição houve uma intensa troca de tiros pelas ruas de Marialva.

Na Rua Secondo Grandi, os criminosos perderam o controle da direção e colidiram contra o muro de uma residência.  O policial perdeu o controle da direção e bateu a viatura contra um poste de energia e o muro de uma residência. Por sorte nenhum policial ficou ferido.

Mesmo após o acidente, os militares tentaram realizar a prisão, porém houve uma segunda troca de tiros e os assaltantes foram baleados.  Os criminosos são investigados em vários roubos contra motoristas de aplicativo em Maringá.

Portal Guaíra com informações do Plantão Maringá