(Crédito: Sheila Cristina de Oliveira)

Foi determinado nessa segunda-feira (27) o retorno dos professores estaduais e universitários que estão em greve. O desembargador Luiz Mateus de Lima, do Tribunal de Justiça do Paraná, considerou a greve irregular e também ampliou a multa em caso de não cumprimento da decisão judicial.

A multa, caso o APP-Sindicato descumpra a ordem judicial, dobrou e R$ 20 mil para R$ 40 mil por dia, já a multa para nove entidades sindicais que representam o ensino superior passou de R$ 3 mil para R$ 10 mil.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

O presidente da APP-Sindicato, Hermes Leão, havia garantido antes da decisão judicial, que a greve só terminaria após o fim da tramitação do projeto que altera o plano de previdência dos servidores.

Os deputados estaduais votaram o projeto que altera o Paranaprevidênvia em primeira sessão na segunda-feira (27), quando deputados da oposição apresentaram as emendas.

Nesta terça-feira (28), a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia vai analisar as emendas e a votação final do projeto deve ocorrer na quinta-feira (30).

(Crédito: Sheila Cristina de Oliveira)
(Crédito: Sheila Cristina de Oliveira)

Portal Guaíra com informações da CGN/Bem Paraná