Um texto publicado no Facebook pela mulher do secretário de Segurança do Paraná, Fernando Francischini, na tarde de ontem (6), complicou a situação do marido.

Flávia Resende, que é servidora comissionada da companhia de saneamento do Paraná – Sanepar, afirmou que “um bom político trabalha e age por si só, não depende de homens sujos, covardes, que não honram as calças que vestem e precisam agir sempre em grupo, ou melhor quadrilha”.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Assessores de Beto Richa disseram que, apesar de ela não ter citado nomes, criticava o grupo do governador, que tem sido alvo de críticas pela maneira como a Polícia Militar reagiu a protestos contra o governo na última semana.

O post de Flávia, que foi apagado da rede social, é ruim para Francischini especialmente depois do encontro que ele manteve com o governador pela manhã e, no qual, teria garantido sua permanência à frente do cargo mesmo em meio à crise.

Depois do post, a situação de Francischini volta a ficar instável.

Richa comentou com assessores não ter gostado do comentário da mulher do secretário de Segurança.

Secretario de Segurança, Fernando Francischini
Secretario de Segurança, Fernando Francischini

Portal Guaíra com informações da Revista Época