A Polícia Civil concluiu na sexta-feira (28), o inquérito sobre as investigações contra um homem suspeito de estuprar a filha, uma sobrinha e uma cunhada, em Londrina, no norte do Paraná.

O investigado foi indiciado pelos crimes de estupro de vulnerável, produção de conteúdo pornográfico envolvendo criança ou adolescente e satisfação de lascívia mediante a presença de criança ou adolescente.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

De acordo com a delegada Lívia Pini, esse último crime corre quando não a vítima não é tocada. No caso investigado, o suspeito se masturbava na presença das garotas, ainda conforme a polícia.

O suspeito, que tem 49 anos, foi preso no dia 20 de agosto pelo Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente (Nucria). A polícia descobriu os crimes após uma das mulheres denunciar o caso.

Conforme as investigações, ele praticou diversos atos de natureza sexual contra as três vítimas durante 17 anos.

Atualmente, duas vítimas são adolescentes e a terceira é a maior de idade.

Ainda de acordo com a delegada do Nucria, o suspeito morava com a filha e os crimes eram praticados na casa. A cunhada foi violentada quando passou um período na residência da irmã. Não foi revelado como o suspeito agia com a sobrinha.

Se condenado, o suspeito pode pegar mais de 50 anos de prisão.

Portal Guaíra com informações do G1