Um cabo do Corpo de Bombeiros foi flagrado chorando após não conseguir salvar vida de menina de 1 ano e dois meses em Sarandi.

Segundo testemunhas, o cabo saiu da ambulância, e por alguns minutos ele ficou agachado e chorando ao lado da viatura de resgate.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Equipes do Siate e Samu realizaram cerca de 1h20 minutos em tentativa de reanimação após cinco caixas de porcelanato cair sobre a criança.

O acidente domestico foi registrado no final da manhã de terça-feira (20), em uma casa na Rua Mário Pileggi, no Jardim São Paulo em Sarandi, na região metropolitana de Maringá.

A garotinha morreu ao ser atingida por caixas de porcelanato, cada caixa pesa cerca de 70 quilos. No momento do acidente, estavam na casa, a mãe da menina e outros 5 filhos. As caixas estavam no fundo do imóvel.

A mãe acionou o socorro e pediu ajuda aos vizinhos, para retirar as caixas que caíram sobre o corpo da garotinha. A menina sofreu um ferimento muito grave na cabeça. Equipes do Corpo de Bombeiros e Samu estiveram na casa, e por mais de 1h, eles tentaram salvar a criança realizando manobras de reanimação, além de outros procedimentos, mas Lorena sofreu uma parada cardiorrespiratória que não foi revertida.

Policiais Militares e Civis, estiveram no local acompanhando o trabalho de um perito do Instituto de criminalista. Na sequência o corpo da criança foi encaminhado para o IML (Instituto médico legal) de Maringá.

O 5° Grupamento do Corpo de Bombeiros de Maringá, informou que sete profissionais do Samu e Siate foram empenhados na ocorrência.

Portal Guaíra com informações da Catve