O Procon-PR, órgão vinculado à Secretaria da Justiça, Família e Trabalho, aplicou multa de R$ 90 mil ao Banco C6 por prática abusiva e outras infrações que ferem o Código de Defesa do Consumidor.

Pessoas de diversas regiões do Estado reclamaram que foram surpreendidas com empréstimos consignados não solicitados e o desconto das parcelas em suas contas destinadas ao recebimento de aposentadoria e pensão do INSS.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

“Os consumidores não solicitaram e nem autorizaram esses empréstimos e, ao procurarem o C6, não conseguiram resolver a situação. Daí a aplicação das multas”, explicou o secretário da Justiça, Ney Leprevost.

De acordo com o Procon-PR, ao conceder empréstimo sem solicitação e fazer o desconto das respectivas parcelas, o banco cometeu prática abusiva.

Além disso, a empresa aproveitou-se da idade e do fato dos consumidores serem titulares de aposentadoria e pensão, além de usar os dados das pessoas sem o devido consentimento, transferindo aos consumidores o ônus de comprovar que os contratos não eram válidos.

Portal Guaíra com informações da AEN