[dropcap color=”#dd3333″]D[/dropcap]esde à zero hora desta sexta-feira (28), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) realiza a Operação Dia do Trabalho em todo o país. Os principais focos da ação são o combate ao excesso de velocidade, à embriaguez ao volante e as ultrapassagens irregulares.

As concessionárias de rodovia estimam para este feriado prolongado um fluxo em média 20% superior ao de dias normais. O pico do movimento deve se concentrar no final tarde e início da noite de sexta-feira (28), na manhã de sábado (29) e no final da tarde e início da noite de segunda-feira (1º de maio).

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Entre as condutas recomendadas da PRF aos motoristas para evitar acidentes estão respeitar as placas de sinalização, em especial os limites de velocidade; fazer revisões periódicas do veículo e conferir o funcionamento dos equipamentos obrigatórios; planejar a viagem e evitar dirigir com pressa, cansado ou com sono; manter uma distância mínima de segurança em relação aos demais veículos; em caso de chuva, redobrar os cuidados e reduzir a velocidade.

Maio amarelo
O reforço na fiscalização segue até a meia-noite de segunda-feira (1º de maio). No mesmo dia a corporação dá início à campanha Maio Amarelo, que prevê várias ações coordenadas com o objetivo de reduzir mortes no trânsito.

Entre as principais causas dos acidentes com mortes ocorridos em 2016 estão falta de atenção (30,8% dos óbitos registrados); velocidade incompatível (21,9%); ingestão de álcool (15,6%); desobediência à sinalização (10%); ultrapassagens indevidas (9,3%); e sono (6,7%).

As colisões frontais responderam por 29% das vítimas mortas no ano passado, seguidas pelos atropelamentos de pedestres (18,2%). Condutores ou passageiros de motocicletas foram 17,8% dos mortos; ciclistas, 4,1%. Faixa etária mais atingida, jovens de 20 a 24 anos foram 14,2% dos mortos. Idosos acima de 60 anos, 12,3%. Os homens representaram 79,3% das vítimas que perderam a vida.

Ao longo de todo o ano de 2016, a PRF flagrou, apenas no Paraná, 3.567 motoristas dirigindo sob efeito de bebidas alcoólicas; 22,8 mil manobras irregulares de ultrapassagem; e mais de 235 mil veículos acima da velocidade máxima permitida.

Ação internacional
A ONU (Organização das Nações Unidas) estabeleceu a década 2011 – 2020 como a Década de Ações pela Segurança no Trânsito, convocando todos os países signatários da Resolução, entre eles o Brasil, para desenvolver ações para redução de 50% de mortes em 10 anos.

Portal Guaíra via Assessoria