ad

A operação, que segue até domingo (23), irá priorizar ações de controle de velocidade com radares portáteis, fiscalização de ultrapassagens em trechos de pista simples e a realização de exames de bafômetro.

O uso dos equipamentos de retenção para as crianças – o bebê-conforto até um ano de idade, a cadeirinha até os 4 anos e o assento de elevação até os sete anos e meio- também será alvo das ações da PRF. Abordagens específicas de motocicletas são outro foco da operação.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Os picos de movimento devem ocorrer no fim da tarde e início da noite de quarta-feira, na manhã de quinta-feira e na tarde e noite de domingo. Em média, o fluxo de veículos deve estar entre 20% e 30% superior ao de dias normais.

No feriado de Corpus Christi do ano passado, seis pessoas morreram e outras 106 saíram feridas no Paraná. As equipes da PRF atenderam 104 acidentes no estado. Em 2018, o feriado foi impactado pela greve dos caminhoneiros, que afetou o abastecimento de combustíveis em todas as regiões do país.

Desatenção, desobediência às normas de trânsito e sono foram as causas dos acidentes fatais registrados durante o feriado de 2018. Todas as seis mortes foram registradas à noite ou de madrugada.

Dicas para uma viagem segura

Respeitar os limites de velocidade, manter distância de segurança em relação aos outros veículos, ultrapassar apenas quando houver plenas condições de segurança e não desviar a atenção do trânsito. Estas são algumas das principais orientações da Polícia Rodoviária Federal para reduzir o risco de acidentes.

A PRF também orienta os usuários de rodovias, mesmo antes de viagens curtas, a fazer uma revisão preventiva do veículo, o que inclui a checagem dos pneus, do sistema de iluminação, dos equipamentos obrigatórios, do nível do óleo e do radiador, entre outros itens.

Também é fundamental planejar a viagem, buscando evitar, na medida do possível, os horários de pico. Dirigir cansado ou com sono aumenta o risco de o motorista cometer erros. A cada três ou quatro horas de viagem, é recomendável uma pausa para descanso ou revezar a direção do veículo.

Motoristas de carretas bitrens com dimensões excedentes, de caminhões cegonhas e de transporte de veículos e cargas paletizadas devem observar as datas e horários de restrições de tráfego, em trechos de rodovias federais de pista simples.

Portal Guaíra com informações da PRF