A Polícia Civil do Paraná abriu investigação para apurar o envolvimento do prefeito de Ibiporã, no Norte do Estado, suspeito de participar de uma organização criminosa que estaria realizando a venda ilegal de terrenos no Cemitério Municipal de São Lucas.

A investigação é um pedido do Ministério Público do Paraná (MPPR) e faz parte da Operação Necrópole, deflagrada pela PCPR no mês de outubro de 2019, com o objetivo de apurar o caso. Na ocasião 13 pessoas foram suspeitas de colaborar com crime, entre elas o diretor do cemitério, suspeito de liderar a organização criminosa.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

As diligências acontecem agora para apurar o envolvimento do prefeito de Ibiporã no crime. O objetivo é averiguar se o servidor público estaria ciente da ação do grupo criminoso na cidade. Os valores exigidos variavam entre R$ 2 e R$ 22 mil.

Para o MPPR o caso deve ser julgado no Tribunal de Justiça, em Curitiba, já que o prefeito possui foro privilegiado. Caso a decisão seja aprovada, o inquérito policial em que constam mais de 250 vítimas será encaminhado para a Capital.

Portal Guaíra com informações da Polícia Civil