A Polícia Militar (PM) disse, em nota, que os dois policiais que ficaram feridos durante a explosão de um carro oficial da corporação em Ipiranga, na região dos Campos Gerais do Paraná, foram vítimas de um “atentado violento”.

O caso aconteceu no domingo (25). Os policiais tinham saído para atender uma ocorrência de perturbação de sossego, e o veículo pegou fogo e explodiu. Eles foram encaminhados com ferimentos graves para a Santa Casa de Ponta Grossa.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

A PM disse ainda que a explosão foi causada por uma bomba caseira. “Foi localizado pólvora no fardamento dos policiais, além de outros elementos que demonstraram se tratar de um artefato explosivo improvisado”, disse a corporação.

“O 4º Comando Regional de Polícia Militar, comovido com tamanha crueldade, solicita a colaboração da comunidade em geral, principalmente da população da cidade de Ipiranga, para que através de denúncias anônimas possam auxiliar na elucidação dos fatos”, diz a nota.

As denúncias podem ser feitas de forma anônima através dos telefones 181 e do 190.

Portal Guaíra com informações do G1