A Polícia Civil do Paraná procura por Christian Lucas da Silva Santos, suspeito de tentar matar a cunhada e o marido dela, na Vila Corbélia, no bairro Cidade Industrial de Curitiba, na capital paranaense. O homem está foragido e teve a foto divulgada nesta quinta-feira (20). O crime foi registrado no dia 12 de setembro, em plena luz do dia, quando o suspeito invadiu a casa dos familiares e atirou contra as vítimas várias vezes.

Segundo as investigações da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa, Santos agredia a namorada, irmã da vítima, identificada como Thatiane. Thatiane então teria aconselhado a irmã a terminar com Santos. Ao saber disso, o suspeito tentou matá-la a tiros, de acordo com a polícia, e depois ainda fez ameaças nas redes sociais. No entanto, a mulher sobreviveu e denunciou o homem após se recuperar.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

O marido de Thatiane, que também foi baleado na situação, segue em estado gravíssimo no hospital. De acordo com o delegado responsável pelo caso, Thiago Nóbrega, não há dúvidas em relação a autoria do crime: “até porque a Thatiane e o companheiro estavam no local, presenciaram tudo o que aconteceu. A Thatiane tinha acabado de limpar ali a garagem, estava lavando a garagem, e acabou deixando o portão aberto. Foi para dentro da casa para conversar com o seu companheiro, quando ela ia retornar para limpar a garagem o Christian Lucas invadiu a casa, sem nada a dizer já começou a efetuar os disparos”, explicou o delegado.

“Ele praticou este crime em razão da Thatiane estar sempre alertando a irmã, que constantemente sofre violências domésticas, mas nunca o denunciou, acaba perdoando as agressões sofridas. Mas a Thatiane não, ela não se conformava com a situação, bateu de frente com o cunhado, e ele acabou resolvendo tirar a vida dos dois. Por sorte, sobreviveram e conseguiam colaborar com a investigação”, disse Nóbrega.

Familiares afirmaram que, ao saber que a cunhada sobreviveu, o suspeito fugiu. Até o momento, ele não foi localizado. Denúncias e informações sobre o paradeiro de Santos podem ser feitas à Polícia Civil pelo 181 ou pelo 0800 643 1121.

Portal Guaíra com informações da Ric Mais