Uma ação da Polícia Civil do Paraná prendeu um casal suspeito de aplicar golpes em famílias que buscavam reconhecimento de cidadania italiana. A prisão, realizada em Curitiba, ocorreu na segunda-feira (8). Em um dos casos, a vítima afirma ter pago R$ 12 mil para dar entrada nos documentos necessários para a tramitação.

Conforme apurado pela polícia, um dos detidos se passava por advogado e funcionário da Embaixada Italiana em Curitiba e, desta forma, oferecia falsas facilidades aos interessados. Junto com a dupla foram apreendidos diversos documentos públicos e privados falsificados, bem como dinheiro em espécie. Durante as investigações, foram constatados ao menos outras três famílias vítimas do casal, que segue preso e irá responder por estelionato e falsificação de documento particular e público.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Ponta do Iceberg
Uma série de documentos estão sendo entregues às autoridades brasileiras, desde meados do mês de Abril, pelo movimento conhecido como “Corrente do Bem” – liderado pelo advogado ítalo-brasileiro Luiz Scarpelli e pela ex-deputada federal da Itália para a América do Sul Renata Bueno. Os crimes cometidos pela Máfia da Cidadania Italiana ocorrem em ambos os países e vêm sendo noticiados há algum tempo. Ainda este mês, Renata Bueno e Luiz Scarpelli têm audiência com a procuradoria italiana, em Roma, para entregar em mãos o mesmo dossiê entregue à justiça brasileira.

Portal Guaíra com informações da Polícia Civil