A Polícia Civil prendeu em flagrante um dos suspeitos de ter deixado Capanema, no sudoeste do Paraná, sem sinal de celular por quase dois dias.

Segundo as investigações, o homem, de 31 anos, destruiu equipamentos de uma das operadoras de telefonia móvel que operam na cidade.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Ele e outro suspeito vinham sendo investigados por quebrar e furtar equipamentos de transmissão de sinal de telefone celular e de dados. Um deles foi preso na tarde de terça-feira (28) após denúncias de moradores de que estava danificando uma das centrais, que fica na Linha Gaúcha.

“Já tínhamos informações de que o suspeito e outra pessoa vinham danificando os equipamentos, fato este que estaria causando inúmeros transtornos na cidade. Na semana passada, ficamos entre quarta e quinta-feira sem sinal de uma das operadoras”, comentou o delegado Rodrigo Colombelli.

O delegado acredita que os suspeitos estavam em busca de cabos de metal que poderiam ser revendidos. Ainda segundo Colombelli, a operadora relatou um prejuízo de cerca de R$ 4 mil com o último conserto.

No local foi apreendida parte de um equipamento danificado e uma machadinha.

O homem já responde por outros crimes como furto, roubo, tráfico e posse de drogas para uso.

Portal Guaíra com informações do G1