Equipes da Polícia Civil de Imbituva estão na manhã desta quinta-feira (30) na cidade de Ivaí e outras localidades dos Campos Gerais atrás do vereador Luisir Lobacz, conhecido como Kiko. Ele é suspeito de matar a golpes de facão o empresário Everaldo Manfron no último sábado (18) e desde então ainda não se apresentou às autoridades para responder pelo crime.

Em entrevista ao portal Nossa Gente, o delegado Luís Gustavo Timossi afirmou que a Justiça acatou o pedido da Polícia Civil de prisão preventiva e o mandado já foi expedido. Nesta quinta, as equipes cumpriram diligências em várias localidades para tentar localizar o suspeito, mas até a publicação desta matéria, não havia informações sobre sua prisão. “Pedimos apoio da população, quem tiver informações do paradeiro do Luisir Lobacz, conhecido como Kiko, entre em contato imediatamente”, disse durante a entrevista.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

A respeito da notícia divulgada em primeira mão pelo portal aRede, de que o vereador se apresentaria à Polícia Civil ao longo desta semana, Timossi relatou que “houve tentativa de contato” e que “não obtivemos êxito em acertar como se daria a apresentação, e percebemos que estava havendo relutância e postergação da apresentação”. Por esse motivo, a autoridade policiais solicitou a prisão preventiva e o pedido foi acatado pela Justiça.

O advogado Fernando Madureira, que defende Kiko Lobacz, reafirmou ao portal aRede que a apresentação do vereador está agendada para as 14h desta sexta-feira (31) na delegacia de Imbituva. Ele também confirmou que o pedido de prisão preventiva não muda a linha de defesa e que entrará com pedido de habeas corpus para que o vereador responda ao processo em liberdade.

Portal Guaíra com informações de aRede