ad

As marcas envolvidas na operação Leite Compen$ado 4 são Parmalat e Líder. Foram produzidos leites do tipo longa vida, que foram parar nos mercados de São Paulo e do Paraná. Cerca de 199 mil litros foram para a fábrica da Líder, no Paraná, e 100 mil litros foram para Parmalat, em São Paulo.

A investigação foi conduzida pelo Ministério Público Estadual. Novamente, foi adicionada ureia, que tem formol, no leite do Rio Grande do Sul.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Os lotes dos produtos que chegaram ao consumidor ainda não foram divulgados. No entanto, os leites adulterados da marca Líder foram fabricados em 13 e 14 de fevereiro. Da Parmalat, segundo os promotores, também são da mesma época de fabricação.

Parmalat e Líder são da empresa LBR, que também teve a marca Bom Gosto envolvida em fraudes anteriores. Chegou a assinar um Termo de Ajustamento de Conduta para intensificar a análise das cargas recebidas para evitar novas adulterações.

Agora, a LBR, inclusive, se negou a fazer o recall dos produtos, que seguem no mercado para os consumidores. A informação é dos promotores, que pediram a retirada do mercado.

A empresa LBR está em recuperação judicial. Também está negociando a venda de ativos, como fábricas.

A Rádio Gaúcha entrou em contato com a LBR para uma posição sobre o assunto. Aguarda um posicionamento.

Inicialmente, o Ministério Público informou a marca Glória. Foi detectada adulteração, mas os produtos desta marca não chegaram ao consumidor.

FRAUDE-DO-LEITE-COM-FORMOL

Portal Guaíra com informações da Rádio Cultura Foz