O vigilante noturno de um posto de combustíveis localizado na avenida Minas Gerais, em Apucarana, testemunhou uma cena estranha na madrugada deste sábado (08). Um motorista, embriagado, entrou no pátio do posto e abandonou uma menina, de 12 anos, e foi embora.

Diante da cena, registrada logo depois da uma hora da madrugada, o vigilante recolheu a criança e chamou a Polícia Militar para registrar a ocorrência, de abandono de incapaz. O motorista, visivelmente embriagado, dirigia um Chevrolet Celta foi embora e não retornou ao local.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Segundo o relato da testemunha, o motorista entrou no posto e parou para calibrar os pneus. O homem estava com claros sinais de embriaguez. Enquanto isso, do lado do acompanhante, uma menina abriu a porta e desceu do carro e foi abandonada no local.

A menina contou ao vigilante do posto que o motorista era seu pai, um homem de 38 anos, que estava muito embriagado. Ela havia saído com ele e naquele momento, temendo pela própria segurança, decidiu ficar no posto e pedir ajuda. O pai da menina não se importou e foi embora.

A garota relatou aos policiais militares que mora, desde criança, com a avó e que quem tem sua guarda é o avô. Como a menina informou que não tinha ninguém para ir busca-la, a PM acionou o Conselho Tutelar e a plantonista, após tomar conhecimento do relato, informou que a Polícia Militar poderia encaminhar a criança até a casa da avó e que o conselho faria uma visita à família na sequência.

Conforme o relatório da PM, ao chegar no endereço, foi feito contato com a avó da criança, que informou que o pai da menor também convive com eles, no mesmo local. A mulher, de 63 anos, disse que não iria mais permitir que o pai saísse com a criança. Segundo a PM, o autor do ato de abandono não foi localizado, não ligou e nem procurou por sua filha durante a ocorrência. O homem será responsabilizado por abandono de incapaz.

Portal Guaíra com informações do TN Online