O pai de uma adolescente que foi encontrada morta e enterrada após ter desaparecido em Prudentópolis, na região central do Paraná, disse em depoimento que buscou a ajuda de um líder religioso para localizar o corpo da filha, segundo a Polícia Civil.

Jaqueline Iachechen Pacheco, de 14 anos, foi encontrada enterrada em um terreno no sábado (15). De acordo com a polícia, a área onde estava o corpo fica próxima à casa onde a jovem morava.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

O delegado Bruno Miranda Maciozek afirmou em entrevista nesta terça-feira (17) que o pai da menina relatou que fez uma consulta com um líder da religião a qual frequenta.

“O líder teria sentido ou indicado que o corpo dessa adolescente estaria próximo da região. Eles efetuaram algumas diligências e conseguiram de fato localizar o corpo”, afirmou.

De acordo com o delegado, o corpo da adolescente foi encontrado em estado avançado de decomposição, o que leva a polícia a acreditar que a jovem tenha sido morta no dia 9 de março, quando desapareceu.

Investigação
O delegado Bruno Miranda Maciozek disse que a Polícia Civil apura se a jovem se envolveu com usuários de drogas, o que poderia ter motivado a morte da adolescente. Nenhum suspeito foi identificado.

Ainda segundo o delegado, o avançado estado de decomposição impediu que o Instituto Médico-Legal (IML) identificasse as causas preliminares da morte.

Apesar de familiares terem afirmado que o corpo era da jovem, a polícia pediu um exame para comprovar a identidade da adolescente.

Até o início da tarde desta terça-feira, o corpo não havia sido liberado para sepultamento.

O caso
A adolescente Jaqueline Iachechen Pacheco desapareceu no dia 9 de março. Segundo a polícia, familiares informaram o desaparecimento da jovem no dia 12 de março.

A Polícia Militar (PM) informou que o pai da jovem encontrou o corpo da adolescente após ver uma área de terra mexida em um terreno.

O caso é investigado.

Portal Guaíra com informações do G1