Adriana de Jesus Ferreira é moradora de Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), e está viva. Bem viva. Mas está passando por um problema que nem ela imaginou um dia que passaria: precisa provar que não morreu. Isso porque descobriu que existe uma certidão de óbito em seu nome.

Adriana descobriu que “estava morta” no dia que foi dar entrada no auxílio emergencial. Na Caixa, ela foi informada de que havia uma certidão de óbito em seu nome, inclusive com os dados de seus pais.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Apesar de ter problemas graves de saúde, Adriana está viva e tem passado por dificuldade. Por causa da doença que enfrenta, não tem nem como se manter e agora, além de tudo isso, ainda tem que provar que está viva para conseguir cuidar da própria saúde.

Portal Guaíra com informações da Ric Mais