Uma mulher foi presa suspeita de matar e enterrar a companheira, em Jardim Alegre, no norte do Paraná, conforme a Polícia Militar (PM).

O crime ocorreu na noite de quarta-feira (14) na comunidade Santa Luzia, no assentamento 8 de abril.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

De acordo com a PM, um homem chamou a equipe, que foi até a casa da suspeita. No local, ela começou a contar o que havia acontecido.

À polícia, ela disse que as duas brigaram no quarto, depois de a vítima afirmar que queria ir embora e terminar o relacionamento, que durava cerca de dois anos.

Segundo a polícia, em determinado momento da discussão, a mulher disse que empurrou a companheira, que em seguida caiu no chão. Depois disso, a suspeita disse à PM que esfaqueou ela na região do pescoço.

Ainda conforme a polícia, a mulher confessou que, em seguida, usou um cadarço para enforcar a vítima e matar.

A polícia informou que a suspeita relatou que, depois de cometer o crime, ficou duas horas fora de casa pensando em qual atitude iria tomar. Neste momento, ela decidiu cavar um buraco e enterrar o corpo da companheira.

Segundo a PM, ela usou lençóis e capins secos para tentar esconder o buraco.

Entretanto, a polícia disse que na manhã desta quinta-feira (15), a suspeita revelou que havia cometido o crime à mãe.

Após a mulher confessar ter matado a companheira à polícia, ela foi levada até a Delegacia de Polícia Civil de Ivaiporã, também no norte do estado.

O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico-Legal (IML).

Portal Guaíra com informações do G1