(IMAGEM ILUSTRATIVA)

O Ministério Público do Paraná (MPPR) juntamente com o Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes (Nucria) cumpriram, na segunda-feira (4), um mandato de prisão contra uma mulher acusada de abusar sexualmente da própria filha de 7 anos, e ainda filmar os atos. Caso aconteceu em Curitiba.

De acordo com a polícia, a mulher praticava os atos contra a filha, filmava e compartilhava o conteúdo com dois homens, que também responderão pelo armazenamento do material.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

As informações são de que a mãe também mantinha relações com o filho de 20 anos.

A mulher foi presa preventivamente e deverá responder pelos crimes de estupro de vulnerável, registro dos materiais contendo pornografia infantil, armazenamento e compartilhamento do conteúdo criminoso.

Ela foi encaminhada ao Nucria e deverá ser conduzida até o sistema penitenciário. A menina está sob os cuidados do pai.

Informações do RicMais/OBemdito