Foi preso em flagrante o motorista de aplicativo suspeito de tentar abusar sexualmente de uma passageira durante uma corrida no bairro Santa Felicidade, em Curitiba, na noite de terça-feira (21). Imagens de segurança registraram o momento em que a vítima aproveitou o momento em que o motorista diminuiu a velocidade do veículo e saiu do automóvel desesperada, pedindo por ajuda. O homem ainda a seguiu e correu atrás da mulher, mas foi detido por populares, que acionaram a polícia.

O motorista foi preso e segue detido na Delegacia da Mulher, suspeito de tentativa de abuso sexual e sequestro. A delegada Emanuele Siqueira, responsável pelo caso, contou que a vítima relatou que o homem começou a acelerar o carro e disse que a levaria para a casa dele para que ela “pagasse a corrida de outra forma”. A passageira ainda relatou que o homem passou a mão na perna dela e insinuou que a estupraria.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

“Segundo o que nos foi relatado, houve um equívoco no aplicativo e, em vez de ser no cartão, acabou sendo no dinheiro. O motorista terminou a corrida naquele momento, já tinha dado o valor de R$ 5 na corrida, e ele falou que faria a corrida por fora. A noticiante falou que pagaria apenas R$ 11, porque já tinha cobrado R$ 5 no aplicativo. Nisso, o motorista começou a acelerar o carro e a vítima perguntou para onde eles estavam se deslocando. Ele disse que iriam para a casa dele e que ela iria pagar de outra forma. detalhou a delegada.

A passageira foi salva por populares, que a ajudaram e impediram que o homem, Jackson Ramos Lourenço, de 43 anos, conseguisse alcançá-la. Lourenço não poderá pagar fiança para ser liberado e segue preso à disposição da Justiça. O suspeito disse aos policiais que só queria receber o dinheiro da corrida, mas não soube explicar como se criou toda a situação.

O homem já tinha registro na polícia por violência doméstica e a ex-companheira do suspeito possui uma medida protetiva contra ele.

Portal Guaíra com informações da Ric Mais