(Foto: Ilustrativa/Pixabay)

Um comerciante de 28 anos foi vítima de estelionato, na tarde desta terça-feira (24), em Apucarana, no norte do Paraná. O homem havia emprestado um kit chopeira completo, no sábado (21), para um jovem de 23 anos. O pagamento seria feito na devolução do equipamento. Três dias depois, o dono do kit foi retirá-lo no suposto endereço do locatário. Chegando no local, foi informado de que ele não morava lá.

Para alugar o kit, o jovem enviou uma foto do seu RG (Registro Geral) e um comprovante de residência. No documento, ele aparecia como morador da Rua São Roque, no bairro Dom Romeu. Colhidas as informações, o comerciante foi entregar o equipamento no endereço e foi atendido por uma outra pessoa.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Passados três dias, como o locatário não foi devolver o kit, o homem retornou até o local de entrega. Nesse momento, foi informado por uma mulher, que se apresentou como amiga do jovem, que ele não morava na casa.

O comerciante acionou a Polícia Militar (PM) que consegui encontrar o endereço correto do estelionatário, que fica na Rua Rio Tibagi, no bairro João Paulo. Eles foram até o local, onde a mãe do jovem os recebeu e informou que o filho não estava em casa.

No início das buscas na residência, a mulher negou saber do kit chopeira e da localização do filho. Após ser informada do valor da mercadoria, disse “tenho muito medo dele, porque ele me bate, mas eu não aguento mais essa vida, não é só isso que ele pega dos outros, ele também pega televisão, videogame, notebook […]”

De acordo com o relato da mãe, seu filho teria chegado, na noite desta segunda-feira (23), em um carro do modelo Volkswagen Passat, de cor preta. O veículo seria de outra pessoa e, dentro, estava uma terceira. O trio teria tirado o kit do carro, consumido bastante chopp e, no dia seguinte, levado o equipamento. Ela informou não saber para onde.

O kit chopeira conta com uma chopeira, um barril de 50 litros e outro de 30, um cilindro de gás e uma extratora de chopp. O valor do equipamento é de R$ 5 mil. A polícia segue investigando o caso.

Portal Guaíra com informações da Ric Mais