A agressão a uma jovem em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, no domingo de Natal (25), tomou proporções enormes, virou uma rixa generalizada e terminou com dois mortos e dois baleados. Entre os óbitos está o avô da jovem agredida, que foi baleado, e um dos rapazes que teria cometido o homicídio, possivelmente o namorado dela, que foi agredido a pedradas.

A confusão iniciou no fim da tarde, na Rua Carlos Kusma, no bairro Faxina, região rural da cidade. Conforme informações iniciais levatadas pelo guarda municipal Jacomel, de São José dos Pinhais, o namorado estava na casa da namorada e a agrediu. O irmão da moça viu e foi intervir. Os dois entraram em luta corporal, até que o namorado foi embora.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

O rapaz foi até uma casa no bairro Jurema, pegou uma arma e voltou ao local com um amigo numa moto. Já chegou à casa da namorada atirando e atingiu o avô e o irmão dela. Em seguida, fugiu do local. Os baleados foram socorridos, porém o avô morreu assim que chegou no hospital.

A partir deste momento, a história é confusa, pois ainda está sendo levantada pela Guarda Municipal e pela Polícia Militar. Mas, no momento em que a Guarda Municipal ia atender a situação dos baleados, deparou-se com um rapaz morto a pedradas nas proximidades da chácara, no meio da estrada. Seria um dos autores dos tiros na casa da namorada.

Neste local do rapaz morto a pedradas teria acabado de acontecer o roubo de um Fluence, mas ainda não se sabe a relação do roubo do automóvel com a rixa generalizada.

Há ainda uma terceira pessoa baleada na situação, que a polícia ainda está esclarecendo se era familiar da jovem agredida, ou se era o segundo autor dos riros na casa da família.

Portal Guaíra com informações da Ric Mais