Copel trabalha na restauração da rede elétrica danificada pelos temporais de sexta-feira - Curitiba, 17/10/2021 - Foto: Copel

1,8 mil eletricistas estão trabalhando no domingo (17) nos estragos provocados pelo temporal da última semana. Um total de 1,1 mil deles estão atuando nas regiões Oeste, Sudoeste e Noroeste, as mais prejudicadas pelo evento que já é considerado o segundo mais grave enfrentado na história da empresa. Muitos deles estão longe de suas famílias ajudando nessa mobilização até que o último consumidor esteja energizado.

Desde o início do temporal, foram atendidas mais de 17 mil ocorrências em todo o Paraná, sendo a que a maior concentração delas foi nas regiões Oeste, Sudoeste e Noroeste (11,5 mil). Desde a manhã da última quinta-feira (15), 63,8 mil domicílios de todo o Paraná tiveram o fornecimento de energia restabelecido pelas equipes de emergência, manutenção e obras da Copel, que seguem trabalhando para recompor as redes elétricas danificadas pelo temporal.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Na região Oeste, até aqui foram atendidas quase 6 mil ocorrências, e restam 1.250 para atendimento. A força-tarefa segue trabalhando na reconstrução das duas redes que levam energia para Jesuítas e Iracema do Oeste, onde mais de 80 postes foram derrubados pela força dos ventos. Jesuítas contabiliza pouco mais de mil, dos 7,6 mil domicílios estão sem luz na região, e Iracema do Oeste tem 355 domicílios desligados por conta da ocorrência.

Na região Noroeste, já foram atendidas mais de 5,5 mil ocorrências e restam pouco mais de 700 para atendimento. Em torno de 12 mil domicílios encontram-se desligados, sendo que os municípios mais afetados são Terra Rica, onde continuam os trabalhos de retirada de árvores das redes elétricas; Cafezal e Querência do Norte, onde as equipes continuam trabalhando na troca de postes quebrados e retirada de vegetação.

DISTÂNCIA DE FIOS – A Copel lembra a importância de se manter distância de fios caídos ou postes quebrados. A falta de luz pode ser comunicada pelo site e aplicativo, pelo telefone 0800 51 00 116 e pelo WhatsApp 41 3013-8973. Há ainda a opção de enviar uma mensagem de texto (SMS) para o número 28593, com as letras “SL” e o número da unidade consumidora.

Portal Guaíra com informações da AEN