ad

Em todo o Paraná 1100 pessoas foram vítimas de casos de Síndromes Respiratórias Agudas Graves (SRAG), de acordo com o último boletim da gripe, divulgado pela Secretaria da Saúde, nesta quarta-feira (10). Desde o início do ano foram registradas 222 mortes em decorrência das doenças, sendo que 200 foram causadas pela Influenza H1N1, que registrou um total de 1020 casos no estado.

Nesta semana, foram seis novos casos de mortes causadas pela gripe. Todas as regionais do estado já registraram casos da doença e 20 tiveram mortes.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

A Região Metropolitana de Curitiba é a que registra o maior número de casos de gripe, com 31% do total, seguido por Maringá, que concentra 17,5%. Dos casos de morte o maior número foi registrado em Foz do Iguaçu, no oeste do estado, com o total de 11% das mortes desde o início do ano.

Sintomas

Os sintomas da gripe são febre alta, acima de 38ºC, e com início repentino; além de tosse persistente; inflamação na garganta; sensação de cansaço; calafrios; dores musculares intensas e principalmente a dificuldade para respirar. A partir do início desses sinais, o quadro pode evoluir rapidamente para uma pneumonia ou outras infecções.

Cuidados

“Além dos cuidados básicos de higiene, é importante que ao tossir ou espirrar as pessoas cubram a boca e o nariz com um lenço descartável ou com o antebraço”, orienta a chefe de Centro estadual de Epidemiologia, Júlia Cordellini.

A médica também recomenda que os pais mantenham os filhos doentes em casa. “As crianças e adolescentes que apresentarem sintomas de gripe não devem ir à escola. Essa medida evita que outros alunos tenham contato com a doença e que a gripe se espalhe no ambiente escolar”, fala Júlia.

Portal Guaíra com informações do Paraná Portal