ad

[dropcap color=”#eeee22″]U[/dropcap]m estudo do governo do Paraná para reduzir o salário dos professores contratados temporariamente é a nova fonte de desgaste entre o governador Beto Richa e a APP-Sindicato.

Segundo informações ainda não confirmadas oficialmente pelo governo, o salário de um professor contratado para 20 horas semanais, hoje pouco superior a R$ 1,4 mil, seria reduzido em R$ 500, indo para pouco mais de R$ 900.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

O valor foi revelado publicamente por um deputado do PT, nesta semana. A APP-Sindicato diz que o próprio governo confirma a existência do estudo, que também foi confirmado em plenário por deputados governistas.

20 mil pessoas

Em 2017, o Paraná contratou pouco mais de 20 mil professores temporários por meio de processo seletivo (PSS) para completar seus quadros de concursados. No ano que vem, o número deve ser semelhante.

A redução dos valores seria mais uma parte do ajuste fiscal que o governo paranaense vem realizando desde 2015, sob alegação de falta de caixa para cumprir todos os seus compromissos e fazer investimentos.

O sindicato dos professores, que nesta semana enviou uma carta de demandas ao governo, cobrando a reposição da inflação, atrasada há dois anos, diz que a possibilidade de redução de salário dos PSS é uma afronta e que pretende impedir que isso seja levado a cabo pelo governo.

As informações são da Gazeta do Povo