Reunião Governador-Saúde. Foto: Ari Dias/AEN

O governador Carlos Massa Ratinho Junior determinou na quinta-feira (02) a agilidade na conclusão de três hospitais regionais como forma de ampliar a força-tarefa do Estado para o enfrentamento ao coronavírus. Previstas inicialmente para serem concluídas em dezembro, as obras dos complexos de Telêmaco Borba (Campos Gerais), Guarapuava (Centro) e Ivaiporã (Vale do Ivaí) serão antecipadas pela Secretaria de Estado da Saúde.

A intenção, destacou o governador, é que as estruturas estejam à disposição dos paranaenses o mais brevemente possível. “Estamos reforçando o trabalho para entregar mais três hospitais para a população. Algo que só iria ocorrer no fim do ano agora vai ajudar o Paraná neste enfrentamento ao coronavírus”, afirmou.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Somados, os três centros médicos vão garantir ao sistema público do Estado mais 160 leitos, sendo 40 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). “A nossa ideia aqui no Paraná é usar as estruturas hospitalares, locais já apropriados para atender as pessoas, para reforçar o atendimento contra o Covid-19. Os próprios hospitais serão transformados em hospitais de campanha”, ressaltou o governador.

REDE HOSPITALAR – Secretário de Estado da Saúde, Beto Preto explicou que a antecipação das obras se soma a outras medidas já tomadas pelo Governo do Estado para garantir uma rede de saúde ampla e completa, dedicada ao tratamento do coronavírus.

Ele destacou que, além desses novos 160 leitos, a secretaria vai ativar mais 317 leitos de UTI e 731 leitos de enfermaria em hospitais de todo o Estado. As estruturas estarão disponível até o fim da próxima semana e se somarão aos 3.603 leitos de atendimento especializado (públicos e particulares) já existentes em nove hospitais de referência e 51 de retaguarda espalhados pelo Paraná.

“Vamos colocar para funcionar todas essas estruturas. Não teremos e não queremos obras paradas. Temos hospital fechado há nove anos, leitos que não foram abertos. Vamos abrir a porta da saúde. Isso é ter respeito pelas pessoas”, afirmou o secretário.

AVALIAÇÃO DIÁRIA – Beto Preto reforçou, ainda, que caso o quadro epidemiológico exija novas medidas, o Estado tem condições para mais contratações nos próximos 90 dias. “É um momento de avaliação diária, de tomadas de medidas diárias, de acordo com que o quadro epidemiológico se apresenta”, disse.

COMPLEXOS – Os hospitais em Ivaiporã e Guarapuava estão em construção, com mais de 90% das obras concluídas. Já o complexo de Telêmaco Borba passa pela parte final de adequação. Originalmente, tanto o de Ivaiporã quanto o de Telêmaco vão ser dedicados preferencialmente ao atendimento da mulher.

“Esse hospital em Telêmaco Borba já foi inaugurado três vezes, mas nunca entrou em funcionamento. Agora, sim, vai atender a população”, afirmou Beto Preto.

Já a estrutura de Guarapuava será referência para Urgência e Emergência e terá seu perfil assistencial direcionado para atendimento em ortopedia e trauma, cirurgia geral e clínica médica. “Mas, neste momento, todos servirão para ajudar a vencer o coronavírus”, destacou Ratinho Junior.

Portal Guaíra com informações da AEN