A Polícia Rodoviária Federal (PRF) deu início à zero hora desta sexta-feira (9) à Operação Nossa Senhora Aparecida 2015 em todo o Paraná.

Entre as prioridades da PRF ao longo destes quatro dias de operação, estão a fiscalização da velocidade através de radares, o combate à embriaguez ao volante e as ultrapassagens irregulares. Fiscalizações específicas de motocicletas também serão realizadas.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

A operação da PRF terminará à meia-noite de segunda-feira (12).

Como a previsão do tempo para o feriado prolongado é de chuva na maioria das regiões do estado, a PRF orienta os motoristas para que reduzam a velocidade e ampliem a distância de segurança em relação aos demais veículos.

Com pista molhada, o risco de acidentes aumenta, já que o espaço necessário para a frenagem é maior e as condições de visibilidade, menores.

No mesmo feriado de 2014, oito pessoas morreram nas rodovias federais paranaenses. Outras 166 ficaram feridas e foram registrados 222 acidentes.

Em todas as regiões do estado a PRF realizará ainda atividades preventivas de educação para o trânsito. A ênfase dessas ações educativas está na utilização do cinto de segurança e dos equipamentos de retenção específicos para crianças.

A previsão é de que o fluxo de veículos aumente, durante o feriado prolongado, de 20% a 40% em relação à média diária em dias comuns. O pico de movimento deve se concentrar no final da tarde e início da noite de sexta-feira, na manhã de sábado e em toda a segunda-feira.

Cerca de meio milhão de veículos devem se deslocar no feriado apenas nas rodovias federais que cortam a região metropolitana de Curitiba.

A PRF enviou ofícios para todas as concessionárias de pedágio, proibindo a execução de obras durante o feriado prolongado, à exceção daquelas emergenciais ou impossíveis de serem interrompidas.

A PRF fiscaliza cerca de 4 mil quilômetros de rodovias em território paranaense.

OPERACAO FERIADO APARECIDA 2

OPERACAO FERIADO APARECIDA 3

OPERACAO FERIADO APARECIDA

Portal Guaíra com informações da PRF