José Pase, ex-prefeito de Campo Magro, na Região Metropolitana de Curitiba, foi morto na quinta-feira (12), segundo informações da Polícia Militar (PM-PR). Um suspeito, de 20 anos, confessou o crime e está preso, de acordo com o delegado Cassiano Aufiero.

Ao delegado, o jovem disse que atingiu Pase com pelo menos duas facadas. Em nota, o advogado Caio Percival, que defende o suspeito, disse que a defesa contribuirá para esclarecer os fatos. Leia mais abaixo.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

A ocorrência foi registrada pela PM no início da tarde, após o suspeito levar Pase a uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), no bairro Samambaia. Os funcionários acharam o caso suspeito e acionaram as autoridades.

O delegado Aufiero informou que o suspeito disse ter localizado o prefeito machucado em via pública e quis socorrê-lo. No primeiro boletim da PM sobre o assunto, a corporação informou que o suspeito disse ter localizado o político em um carro.

À polícia, no entanto, o homem mudou de versão confessou o crime.

O jovem disse que estava na casa do ex-prefeito, quando eles tiveram um desentendimento. Neste momento, ele atingiu Pase com facadas. O jovem não informou o motivo da discussão, nem o horário em que o caso aconteceu.

Ainda segundo o delegado, após o crime, o autor colocou Pase no porta-malas do carro da própria vítima para tentar se livrar do corpo, mas se arrependeu, moveu o ex-prefeito para a parte da frente do veículo e tentou socorrê-lo.

Ainda não há informações sobre o nível de envolvimento dos dois.

O delegado Aufiero afirmou que o suspeito tem passagem pela polícia por furto. A polícia investigará, agora, a dinâmica dos fatos, incluindo a motivação do crime e se o autor agiu sozinho.

O que diz a defesa
Em nota, o advogado Caio Percival, que defende o suspeito, disse que a defesa busca “esclarecer melhor os fatos”.

Afirmou, também, que quanto a versão do acusado sobre as circunstâncias do crime, a defesa orientou que o jovem ficasse em silêncio em depoimento. E destacou que esta atitude não pode “reverberar no curso das investigações em seu prejuízo, conforme garantia constitucional”.

Histórico
Pase foi prefeito de Campo Magro entre 2009 e 2012. Em setembro de 2011 ele teve o mandato cassado pela Câmara de Vereadores.

Portal Guaíra com informações do G1