O motorista envolvido em uma batida que matou um casal e um bebê em Ivaiporã, no norte do Paraná, foi denunciado por triplo homicídio com com dolo eventual, quando se assume o risco de matar, e embriaguez ao volante.

A caminhonete que ele dirigia rampou e caiu sobre o veículo em que estavam as vítimas. Lucas, de 23 anos, Jaqueline, de 22, e a filha, de um ano e dois meses, foram atingidos e morreram no local.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

O condutor da caminhonete foi denunciado pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR) na segunda-feira (5), e a informação foi divulgada nesta quarta-feira (7). O processo está sob sigilo.

Até esta quarta-feira, a Justiça ainda não havia determinado se aceita ou não a denúncia.

O empresário Claudimir Erico Nardini, de 50 anos, chegou a ser preso após, segundo a Polícia Militar (PM), provocar o acidente, registrado no dia 13 de dezembro. Ele foi solto dias depois, por uma decisão do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR).

Omar Yassim, advogado de Claudimir Nardini, informou que aguarda a citação do cliente e que ainda não tem ciência do teor da denúncia.

Portal Guaíra com informações do G1