A Renault confirmou mais uma série de investimentos no Paraná. A montadora de origem francesa vai iniciar a produção de um novo SUV, por meio da plataforma CMF-B, e de um novo motor 1.0 turbo no Complexo Industrial Ayrton Senna, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC). O anúncio foi feito nesta segunda-feira (07) em um ato simbólico, no Palácio Iguaçu, com a presença do governador Carlos Massa Ratinho Junior, do presidente da empresa na América Latina, Luiz Fernando Pedrucci, e do presidente da Renault do Brasil, Ricardo Gondo.

“A Renault é um patrimônio do Paraná e dos paranaenses. Ficamos felizes que, mesmo diante das dificuldades do mercado, a empresa reforça a presença no Estado com esse novo ciclo de investimentos. Temos ciência de que a montadora faz um esforço muito grande para seguir crescendo, se estruturando e ampliando os investimentos no Paraná”, disse o governador.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Ratinho Junior lembrou que a indústria paranaense fechou 2021 com avanço de 9% com relação o ano anterior, o terceiro maior crescimento do País no ano passado. O Estado ficou atrás apenas de Santa Catarina (10,3%) e Minas Gerais (9,8%), segundo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O boom foi puxado pelo setor de máquinas e equipamentos, com aumento na produção de máquina para colheita e nos tratores agrícolas, e também pelo setor de veículos, com incremento na produção de caminhão trator para reboques e caminhões e automóveis.

“Da nossa parte, como Poder Público, queremos criar as condições necessárias para não dificultar que esses novos investimentos fiquem aqui no Paraná. Atuamos como um agente facilitador, descomplicando a vida de quem quer investir aqui, com foco na geração de emprego e renda”, acrescentou Ratinho Junior.

De acordo com a Renault, a plataforma CMF-B permitirá a fabricação de novos produtos, além de uma eventual eletrificação dos veículos – a previsão é que um SUV seja incorporado ao portfólio do grupo até o fim de 2023. “É o início da fase ‘Renovation’ do nosso plano estratégico na América Latina, um momento. O investimento nesta plataforma nos permite brigar por novos produtos nos próximos anos”, afirmou Pedrucci.

“A chegada da moderna plataforma CMF-B, juntamente com um novo motor 1.0 turbo, dão continuidade à nossa estratégia de reforçar nossa presença em segmentos mais altos do mercado, coerente com o plano estratégico da empresa”, explicou Gondo.

MAIS INVESTIMENTOS – O anúncio desta segunda-feira (07) encorpa o ciclo de novos investimentos confirmado há um ano pela montadora para o Paraná. A Renault destinou R$ 1,1 bilhão para a incrementar o Complexo Ayrton Senna. O valor ajudou na renovação de veículos da atual portfólio da empresa e também na formatação de um motor 1.3 turbo, de três cilindros.

Portal Guaíra com informações da AEN