Os criminosos têm atraído várias vítimas pelas redes sociais no novo golpe chamado pela Polícia Civil de “Golpe do Nude”. A delegacia de Medianeira falou a respeito das denúncias quem tem chegado até o conhecimento deles.

Alguns perfis falsos de mulheres são criados pelas redes sociais. Homens são adicionados nos perfis e os criminosos iniciam conversas eróticas com trocas de fotos íntimas. Com “prints” das conversas, os golpistas passam por policiais ou pais das vítimas, exigem dinheiro e ainda indicam uma possível investigação por pedofilia.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

A Polícia Civil esclarece que trocar – enviar ou receber – fotografia íntima pela internet pode ser muito perigosa. Atualmente, há inúmeros registros de ocorrências policiais dando conta que várias vítimas já caíram no golpe.

O GOLPE

O perfil falso de mulher faz o convite de amizade pelo Facebook.

Após à vítima aceitar o convite, ambos começam a trocar mensagens privadas. Quando a vítima encaminha fotos, o falso perfil afirma ser de um adolescente de 15 anos.

Nesse momento, a vítima recebe o contato de outro número, o qual se diz pai da adolescente e, geralmente, afirma ser um Policial Civil. Na conversa, o criminoso promete denunciar o homem as autoridades a não ser que pague pelo silêncio. A partir daí, começa a extorsão. A vítima que, muitas vezes, teme ser presa ou até mesmo a exposição, acaba fazendo os depósitos das quantias em dinheiro solicitadas.

Como não cair nesse golpe?

– Evite adicionar e conversar com perfis desconhecidos;

– Evite conversar com prefixos telefônicos desconhecidos;

– Não troque fotografias, que possam ter conotação íntima, através do WhatsApp ou Messenger;

– Jamais faça depósitos, transferências ou pagamentos para desconhecidos;

– Se for vítima de algum golpe, procure a polícia e registre ocorrência.

Portal Guaíra com informações do Guia Medianeira