A Polícia Civil de União da Vitória, na região sul do Paraná, investiga a morte de um bebê de um ano e oito meses. A criança, que morreu no sábado (1º), tinha vários sinais de lesões pelo corpo.

Conforme a polícia, dentre os ferimentos, o bebê apresentava uma mordida no rosto. O caso é investigado como homicídio doloso qualificado e ninguém foi preso.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Os pais da criança são usuários de drogas, segundo a polícia. Por isso, desde outubro de 2021, o bebê vivia com os tios paternos, que tinham a guarda da criança e de mais três irmãos do bebê, de seis, oito e 11 anos.

De acordo com o delegado do caso, Douglas Possebon, os tios foram liberados após prestarem depoimento, em que negaram qualquer tipo de agressão.

Eles falaram à polícia que a criança caiu do sofá, depois que um dos irmãos a empurrou.

O caso
Segundo a Polícia Civil, na sexta-feira (31), os tios acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) dizendo que a criança estava com convulsão.

O bebê foi levado para um hospital da cidade, mas morreu no dia seguinte.

A Polícia Civil informou que médico que atendeu a criança contou que o garoto estava com um ferimento no fígado e que a morte ocorreu por hemorragia.

Além dos irmãos do bebê, outras duas crianças, filhas do casal, também viviam na casa. Todas foram levadas para uma casa de abrigo em União da Vitória.

Ao longo da investigação, a polícia deve ouvir também vizinhos e conselheiros tutelares.

Portal Guaíra com informações do G1