A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio-PR) divulgou o resultado da última pesquisa conjuntural que aponta uma onda de demissões no segundo semestre.

Os dados mostram que em agosto o nível de emprego está -3,18% menor que no mesmo período do ano passado e acumula -1,6% neste ano. Segundo a pesquisa, a folha de pagamento encolheu -4,59% na comparação com agosto de 2014. A Fecomércio-PR explica que isso acontece devido a redução de salários, solução encontrada pelas empresas para evitar mais demissões, e pela diminuição das comissões sobre as vendas.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

VENDAS

A pesquisa aponta que os setores mais afetados pela crise econômica são o de autopeças (queda de 25,56%), concessionárias de veículos (-24,43%), lojas de departamentos (-23,23%) e postos de combustíveis (-19,19%).

A queda nas vendas afetaram todo o estado. A região que apresentou maior queda no consumo foi Londrina, com -18,82%, Na sequência ficaram Ponta Grossa (-14,14%), Curitiba e Região Metropolitana (-13,32%), Ponta Grossa (-2,82%) e Maringá (-1,56%).

CRISE-COMERCIO-PARANA

Portal Guaíra com informações do Paraná Portal