Termina neste sábado (28) em rios, lagos e reservatórios do Paraná o período da piracema, oficialmente iniciado em 1º de novembro do ano passado. São quatro meses em que a pesca com equipamentos pesados é proibida para permitir a reprodução de espécies. Na região Oeste, cerca de mil famílias de pescadores extrativistas receberam o seguro-defeso, no valor de um salário mínimo por registro profissional.

Na região de Santa Helena, os pescadores tiveram, além do mínimo, um auxílio da prefeitura no período de defeso. “Ganhamos também cestas básicas que ajudam muito a garantir o básico às nossas famílas”, disse Lírio Hoffmann – presidente da Colônia de Pescadores Nossa Senhora dos Navegantes.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Ao contrário de outros anos, os pescadores voltam aos rios e lagos a partir deste domingo (1º), motivados. A situação é comemorada principalmente na região do reservatório do lago de Itaipu. A expectativa se deve a um intenso programa de repovoamento do lago de Itaipu. Apenas no ano passado, um milhão de alevinos de espécies nativas foram soltos em várias regiões do lago. “Aos poucos, teremos mais peixes para pescar e melhorar nossa renda, conclui Lírio.

PIRACEMA-RIO-PARANA

Portal Guaíra com informações do Jornal O Paraná