Um casal foi encontrado morto dentro de uma casa no Jardim Panorama, em Sarandi, no norte do Paraná. A Polícia Civil afirma que há indícios de que ocorreu um homicídio seguido de suicídio.

“A principal suspeita é que o rapaz matou a esposa e depois se matou. Não há indícios de arrombamento no imóvel”, explicou o delegado Adriano Garcia.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Os corpos foram encontrados pelo pai de uma das vítimas no domingo (19). O delegado contou que o homem não conseguia falar com o filho e decidiu ir até a casa dele.

Ao entrar no imóvel, ele encontrou os corpos do filho Gustavo Brionis de Brito e da nora, Katlyn Musa Procópio, que tinha 22 anos, caídos em um quarto.

A Polícia Civil acredita que os fatos ocorreram por motivos passionais. Familiares contaram à polícia que o casal vivia uma crise no casamento há um ano e, no sábado (18), os dois falaram sobre a possibilidade de separação.

“Os familiares do rapaz contaram que ele havia comprado uma arma de fogo”, disse Garcia. Uma arma foi encontrada pela polícia no local onde os fatos ocorreram.

No corpo de Katlyn foram encontradas marcas de tiros no rosto, em uma das mãos e na cabeça. Gustavo morreu com um disparo na cabeça, ainda conforme a polícia.

Katlyn era estagiária de um hospital em Sarandi e Gustavo estudava para concursos públicos.

Imagens de câmeras de segurança instaladas perto do endereço do imóvel serão analisadas e a polícia deve ouvir amigos, familiares e vizinhos.

“Queremos saber o horário exato que Katlhyn chegou em casa, se tinha mais alguém no perímetro, se ela chegou acompanhada ou não e se as câmeras captaram os sons dos disparos”, concluiu.

Portal Guaíra com informações do G1