Uma briga entre dois irmãos terminou em morte em Maringá no sábado (19). O crime ocorreu por volta de 11h15 na Rua Victor do Amaral, no Jardim Alvorada.

L. P. S., de 37 anos, morreu após ser atingido por facadas desferidas pelo irmão. O fato ocorreu na casa da mãe deles.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

De acordo com informações da PM, L. P. S. chegou até a residência apresentando agressividade e sob efeito de drogas. O irmão. T. P., de 32 anos, teria tentado defender a própria mãe de possíveis agressões.

Os dois irmãos, então, começaram a discutir, ambos armados com facas. T. P. foi atingido por um golpe na cabeça. Mesmo ferido, ele revidou e atingiu L. P. S. com diversas facadas.

Uma briga entre dois irmãos terminou em morte em Maringá (PR) na manhã deste sábado (19). O crime ocorreu por volta de 11h15 da manhã na Rua Victor do Amaral, no Jardim Alvorada.

L. P. S., de 37 anos, morreu após ser atingido por facadas desferidas pelo irmão. O fato ocorreu na casa da mãe deles.

De acordo com informações da PM, L. P. S. chegou até a residência apresentando agressividade e sob efeito de drogas. O irmão. T. P., de 32 anos, teria tentado defender a própria mãe de possíveis agressões.

Os dois irmãos, então, começaram a discutir, ambos armados com facas. T. P. foi atingido por um golpe na cabeça. Mesmo ferido, ele revidou e atingiu L. P. S. com diversas facadas.

A equipe médica do Samu chegando no endereço encontrou perfurações em crânio, abdômen e tórax. Na chegada das equipes, L. P. S. já estava sem vida.

A mãe dos indivíduos ainda acabou ferida na mão.

A família chegou a cogitar que L. P. S., após esfaquear o irmão, teria cometido o suicídio, mas o próprio T. P. confessou aos policiais que tinha matado o irmão.

T. P. foi socorrido pelo Siate e levado ao pronto socorro do Hospital Universitário. O suspeito do crime deverá ser ouvido por um delegado da Polícia Civil de Maringá. T. P. já teria declarado que agiu em legítima defesa.

O corpo de L. P. S. foi removido ao Instituto Médico Legal.

Portal Guaíra com informações de André Almenara