Um homem, de 72 anos, foi preso durante a semana, suspeito de estuprar a própria neta, de 32 anos, que tem deficiência mental. O caso foi registrado em Vitorino, no sudoeste do estado, e está sendo investigado pela Delegacia da Mulher de Pato Branco.

Segundo a Polícia Civil, o homem confessou que abusou da neta uma vez, porque estava bêbado e acabou confundiu ela com a esposa.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

De acordo com a Delegacia da Mulher, o abuso foi confirmado por meio de exames de perícia médica. Segundo informações, os abusos vêm acontecendo há dois meses, desde que a filha do investigado precisou ficar cuidando da esposa dele, que está passando por um tratamento hospitalar.

Caso o suspeito seja condenado, ele responderá por estupro de vulnerável e pode pegar de 8 a 15 anos de prisão.

Portal Guaíra com informações da Ric Mais