Um boletim da Defesa Civil do Paraná, divulgado às 18h de ontem, terça-feira (8), mostra que 94.362 pessoas foram atingidas diretamente por estragos provocados pelas chuvas no estado desde segunda-feira (7). Conforme o balanço, uma nova cidade figura entre as que tiveram problemas relacionados à chuva. Agora, são 32 municípios com ocorrências registradas.

Conforme o levantamento do órgão, 15 pessoas ficaram feridas, sendo 10 delas em Foz do Iguaçu, quatro em Planalto e uma em Ampére. Até a tarde desta terça, 3.339 pessoas permaneciam desalojadas e outras 75 desabrigadas.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

O número de casas danificadas também subiu de 32.823 para 37.411, segundo o novo boletim. Em Foz do Iguaçu foram mais de 29 mil residências atingidas. A prefeitura da cidade decretou situação de emergência e doações estão sendo arrecadadas para as 60 mil pessoas atingidas. De acordo com a administração municipal, a região sul da cidade foi a mais prejudicada e escolas tiveram as aulas suspensas.

O município de Goioxim, na região central do estado, também registrou estragos consideráveis. Conforme o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a cidade tem 7.503 habitantes. Destes, 2.500 foram atingidas pela chuva.

Os estragos foram causados principalmente pela chuva de granizo e por vendavais. Ainda há 40 mil domicílios sem energia elétrica em todo o Paraná, segundo a Companhia Paranaense de Energia (Copel). Somente na região norte do estado, são 13 mil domicílios.

“Teve muito vento e chuva com pedra, foi bem feio. A chuva de granizo durou uns 10 minutos, mas a rajada de vento foi muito rápida”, contou a dona de casa Janaíne Bueno de Almeida, de 21 anos, que mora em Castro, na região central do estado. O vento chegou a derrubar árvores na cidade.

CHUVA PARANA ATINGIDOS

Portal Guaíra com informações G1