Ex-empregados paraguaios terceirizados que trabalharam na construção da Itaipu Binacional protestaram, na tarde de ontem (23), em frente ao Centro Executivo da Usina, na Vila A.

São 8 mil pessoas, segundo o líder do grupo, que trabalharam entre os anos de 1974 e 1982 no lado paraguaio e querem o pagamento dos benefícios trabalhistas que não foram concedidos, segundo os manifestantes, naquela época.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Eles pedem a colaboração da diretoria brasileira.

Segundo a estimativa dos paraguaios, o valor dos benefícios corresponde a R$ 21 mil por ano.

Em nota, a Assessoria de Comunicação Social de Itaipu informou que:

Os manifestantes paraguaios apresentaram informalmente suas reivindicações e que a Diretoria brasileira, por envolver assuntos internos do país vizinho, vai repassá-las à Diretoria paraguaia da usina.

Fonte: Catve