(foto: ABC Color)

Durante entrevista coletiva na tarde de hoje (17), o presidente do Paraguai Mario Abdo Benítez anunciou o fechamento da ponte da Amizade para a passagem de pedestres.

“Tomamos essa decisão e peço desculpas, sei que vai afetar muita gente, mas o trânsito de pessoas será fechado a partir da meia noite desta quarta-feira (18).”

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

A medida adotada pelo Poder Executivo, segundo o jornal ABC Color, entrará em vigor às 00h e durará 15 dias. A chefe de Direção de Migrações, Maria de los Ángeles Arriola, fez esclarecimentos dizendo que todos os compatriotas e residentes do Paraguai poderão entrar, mas não sairão imediatamente.

“Eles entrarão se residirem aqui, mas permanecerão em quarentena de 14 dias, como disse o presidente, só então poderão seguir pra outras cidades dentro do Paraguai. Em suma, quem entrar não poderá sair por 15 dias”, afirmou Arriola.

Tanto o presidente Abdo quanto Arriola esclareceram que essa restrição não afeta o transporte de mercadorias, que podem entrar com seus respectivos guias de transferência e passar nos controles sanitários.

Abdo mencionou em seu discurso que estão sendo tomadas precauções para garantir a saúde dos cidadãos e agradeceu à população por aderir as medidas sanitárias em vigor para impedir a propagação da Covid-19.

“Vamos usar todas as ferramentas para recuperar a economia do nosso país, mas hoje a prioridade é salvar as vidas dos paraguaios”, afirmou.

Quanto a duração da medida, Arriola não descartou que pudesse ser prorrogada. “A medida está em princípio por 15 dias e veremos como irá progredir, já que o Brasil não está adotando as mesmas ações e no Paraná tem aumentado casos de Coronavírus, fazendo com que o nosso risco aumente, pois está se aproximando”.

Arriola disse que nesta quarta-feira (18) estarão em Pedro Juan Caballero, área de fronteira seca, onde tem três postos de controle para regular o trânsito das pessoas.

Portal Guaíra com informações do ABC Color