ad

Os agentes da Secretaria Nacional Antidrogas do Paraguai (Senad) prenderam na manhã de sexta-feira (19) o traficante Felipe Escurra Rodriguez, apontado pela Polícia Federal brasileira como o maior fornecedor de maconha para o Brasil.

Conhecido como “El Barón”, o traficante paraguaio era um dos principais prepostos do PCC naquele país. A PF, que deu suporte à ação que resultou na prisão de Escurra, afirma que o criminoso esteve envolvido em uma série de assassinatos e sequestros.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Nos últimos cinco anos, El Barón monopolizou a produção e tráfico de maconha na fronteira entre os dois países. Sua base operacional era Capitán Bado, no lado paraguaio da fronteira com a cidade de Coronel Sapucaia, em Mato Grosso do Sul.

Na operação de ontem, os capangas do traficante usaram armamento de guerra para tentar impedir a aproximação das forças de segurança.

Segundo uma fonte da Senad, ninguém morreu ou ficou ferido. Além de Escurra, quatro guarda-costas foram presos.

APREENSAO-SENAD-PARAGUAI

APREENSAO-SENAD-PARAGUAI-2

APREENSAO-SENAD-PARAGUAI-3

APREENSAO-SENAD-PARAGUAI-4

Portal Guaíra com informações da Veja