Diego Oliveira Messias (reprodução: César Galeano Repórter)
Diego Oliveira Messias (reprodução: César Galeano Repórter)
Diego Oliveira Messias (reprodução: César Galeano Repórter)

Novas informações sobre o homem que foi executado com pelo menos 10 tiros de pistola 9 milímetros, no último sábado (7) em Salto Del Guairá, no Paraguai, dão conta de que Diego Oliveira Messias, já teria sido preso e condenado no Brasil há 6,2 anos por Porte irregular de arma de fogo de uso restrito, receptação, roubo e formação de quadrilha. Ele foi solto em 2012.

Leia também:
Paraguai – Morador de Apucarana de 39 anos é morto a tiros em Salto del Guairá

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

No Boletim de Ocorrências (BO) da Polícia paraguaia, constava que a vítima teria 39 anos, sendo que na realidade são 25 anos. Outra informação incorreta é que ele residia em Apucarana, mas seu último endereço é na cidade de Arapongas, onde Diego morava com esposa e filho na Rua Faisão.

A vítima estava de carona em um veículo Ford/Fiesta, cor prata, placas HYA-9242 de Matinhos/PR, sendo que no Denatran, a placa informada aponta para o mesmo veículo, só que a cidade é São Paulo/SP.

Outra informação que chegou a Redação do Portal Guaíra, é que a vítima teria ido resolver um “problema” particular na cidade paraguaia, porém, os outros três ocupantes do veículo, que inclusive presenciaram a execução de Diego e saíram ilesos, não confirmaram ao setor policial. Eles foram encaminhados até a Delegacia de Policia, onde foram ouvidos e liberados.

As investigações sobre o caso é de responsabilidade do XIV Departamento de Canindeyú.

Veículo onde Diego Oliveira Messias foi executado (foto: Rosendo Duarte/ABC Color)
Veículo onde Diego Oliveira Messias foi executado (foto: Rosendo Duarte/ABC Color)

Redação Portal Guaíra