Héctor Fabián Fernández Damen é acusado de duplo homicídio em Salto del Guairá

ad

O promotor de justiça, Lorenzo Lezcano, ordenou a detenção de Héctor Fabián Fernández Damen, conhecido dirigente da Câmara de Comercio local, como suposto responsável pelo duplo homicídio ocorrido em Salto del Guairá, no Paraguai.

Segundo os investigadores, Héctor é o principal suspeito pela morte do ex-­vereador e ex-presidente do Club de Leones (Lions Clube) ­Distrito M2 Paraguai, Víctor Ramón González (55) e de seu pai, Víctor González Núñez (86).

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

O crime aconteceu na última quarta-­feira (7), por volta das 20h, no bairro Adela Speratti, onde foi assassinado por vários tiros o ex-­vereador, e seu pai ferido
gravemente. Núñez foi encaminhado para um centro cirúrgico de Umuarama/PR,
porém, devido a gravidade dos ferimentos entrou em óbito no mesmo dia. Um dos tiros acertou a cabeça do ancião.

O promotor Lorenzo Lezcano relatou que existem muitos indícios, especialmente os
baseados nas imagens de câmeras de circuito fechado.

Para os familiares das vítimas, a ordem de captura e detenção demorou para ser
expedida, ocasionando a fuga do suspeito.

As mortes das vítimas, causaram revolta no seio familiar e profunda comoção na
sociedade. Víctor González era muito conhecido por sua participação no âmbito político e social nos últimos anos, chegando a ser vereador e presidente da Câmara Municipal no período 2001 – 2006, e presidente do Lions Clube. O sr. Núñez, seu pai, foi um dos pioneiros em Salto del Guairá, cidade vizinha a Guaíra/PR.

Os pedidos de justiça recheiam as redes sociais.

Não se sabe ainda, quais foram os motivos do duplo homicídio, porém, uma das hipóteses apontam para uma dívida, já que o ex-­vereador se dedicava a agiotagem, emprestando dinheiro, segundo informações que obtiveram os investigadores e informaram a reportagem do Jornal ABC Color.

As autoridades municipais decidiram declarar feriado na próxima quarta (14), para realizar a marcha pela paz, exigir justiça e render homenagens as vítimas deste bárbaro crime.

Portal Guaíra com informações do ABC Color/César Galeano Repórter