ad

[dropcap color=”#dd3333″]A[/dropcap]gentes da Secretária Nacional Antidrogas (Senad) prenderam na manhã desta terça-feira (30), Adriano Agustin Calonga Lechuga. Ele era considerado foragido desde abril do ano passado quando a Polícia Federal de Cascavel deflagrou a Operação Malote. Na ocasião, a umuaramense e esposa de Lechuga, Michelle Fontes foi detida. Lechuga é apontado como chefe de uma quadrilha envolvida no tráfico internacional de drogas.

De acordo com Francisco Ayala, porta-voz da Senad, Lechuga foi encontrado num prédio localizado no bairro Las Mercedes de Assunção, onde estava desde a fuga no Brasil. “Apesar de estar na capital paraguaia, ele continuou a organizar remessas de drogas e armas para seu país”, disse ao Jornal ABC Collor.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Durante a Operação deflagrada no Brasil, 29 mandados de prisão preventiva, 05 de prisão temporária, 12 de condução coercitiva e 40 de busca e apreensão foram expedidos pela Justiça. Na residência alvo da operação em Umuarama foram apreendidos veículos de luxo e a vida dos integrantes da quadrilha chamou a atenção dos investigadores: o patrimônio foi avaliado em R$ 40 milhões.

Além dos veículos, foram apreendidos 400 quilos de cocaína e 50 toneladas de maconha.

De acordo com a Polícia Federal, o grupo tinha bases de atuação em quatro estados:  Paraná, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul.

As informações são do Portal da Cidade de Umuarama e ABC Collor