PONTE INTERNACIONAL DA AMIZADE (Foto: Eliézer Siqueira/@dronesqr)

O Paraguai começou a exigir nesta quarta-feira (12) comprovante de vacinação completa contra a Covid-19, para todas as pessoas maiores que entrarem no país, sendo paraguaios ou estrangeiros.

“Qualquer pessoa com mais de 18 anos, independentemente do local de origem, deve apresentar um certificado de vacinação atestando que recebeu pelo menos duas doses da vacina COVID-19″, comunicou o Ministério da Saúde do Paraguai.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

A exceção para quem apresentar documento atestando condição médica que contraindique a imunização por questões de saúde. Maiores de 12 anos devem apresentar testes de PCR com resultado negativo em menos de 48 horas antes da admissão, ou com antígeno até 24 horas. Além disso, devem preencher um formulário de declaração de saúde até 24 horas antes da admissão, disponível no site do Ministério da Saúde (mspbs.gov.py).

As pessoas que entrarem por via terrestre da Argentina, Brasil, Uruguai e Bolívia não serão obrigadas a fazer o teste PCR ou de antígenos para detecção da doença antes de suas viagens, como era exigido até agora.

O Ministério da Saúde especificou que os residentes nas cidades fronteiriças do Brasil e da Argentina não terão requisitos de saúde para entrar no Paraguai. “Todas as pessoas que entrarem com o regime de trânsito de bairro devem comprovar que residem na cidade fronteiriça. Não exigindo nenhum requisito de saúde para a admissão”, diz o comunicado.

As informações são da Rádio Cultura Foz